Direitos Já! realiza II Ato Internacional com 35 horas de programação

O Direitos Já! Fórum pela Democracia deu importante passo em defesa da democracia brasileira, ao realizar o II Ato Internacional pela Democracia. A abertura presencial, no dia 14/9, na sede da Força Sindical, reuniu representantes de 15 partidos – PSD, PSL, Solidariedade, Cidadania, MDB, PV, PSB, REDE, PDT, PT, PSOL, PCdoB, PSDB, DEM e PL, sendo 12 deles presencialmente, para a divulgação de manifesto em defesa da democracia e pelo impedimento do presidente Bolsonaro.

O coordenador geral do Direitos Já!, Fernando Guimarães, destacou no manifesto que “não há mais tempo para tergiversar: faz-se imprescindível que a sociedade se una e erga-se para preservar sua liberdade”. Ele concluiu dizendo que “nesse intento, a Vigília Direitos Já! pela democracia no Brasil convoca uma aliança mundial com os democratas brasileiros para observar e garantir a realização de eleições livres”.

O evento de 3 horas contou com apoio técnico da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e foi transmitido pelo site UOL.

Já nos dias 18 e 19/9, na segunda parte do II Ato, o Direitos Já! realizou uma vigília online pela democracia brasileira, com duração de 32 horas e a participação de dezenas de pessoas, num total de 21 países, por meio de vídeos produzidos especialmente para o evento. Nomes como Nando Reis, Juca Kfouri, Ana Moser, Marieta Severo, Cassio Scapin, Zeca Baleiro, João Signorelli, Marisa Orth, Chico Cesar, Titãs, Marco Nanini, Gilberto Gil, Renata Sorrah participaram da programação, que contou com apresentações musicais e saraus.

Entrevistas com convidados estrangeiros também fizeram parte da vigília: Noam Chomsky, linguista americano, Boaventura de Sousa Santos, sociólogo português, Julio Maria Sanguinetti, ex-presidente do Uruguai, Ricardo Lagos, ex-presidente do Chile, Steven Levitsky, cientista político, Yaneidys Pérez Cruz, deputada cubana, José Luis Zapatero, ex-primeiro ministro da Espanha, Susie Orbach, crítica social e psicanalista britânica e Ernesto Samper, ex-presidente da Colômbia. Uma conversa entre os ex-ministros de Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira e Celso Amorim, marcou o primeiro dia da programação.

Colaboraram também com vídeos as seguintes entidades: Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST, Esporte pela Democracia, Uneafro Brasil, Pensamento Nacional das Bases Empresariais – PNBE, Confederação das Mulheres do Brasil – CMB, Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC, Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro – APTR, Frente Inter-Religiosa por Justiça e Paz Dom Paulo Evaristo Arns, Caminho da Graça, Associação Brasileira de Imprensa – ABI, Conselho Nacional De Saúde – CNS, Federação Nacional dos Estudantes de Direito – FENED, Coletivo Fora da Gaiola, Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, União Nacional dos Estudantes - UNE, Campanha Fora Bolsonaro, União Geral dos Trabalhadores – UGT, Central dos Sindicatos Brasileiros – CSB, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB, Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas – UBES, Associação Nacional de Pós-graduandos – ANPG e Aliança Nacional LGBTI.

Confira fotos do ato presencial e os vídeos da programação da segunda parte do II Ato Internacional nas nossas redes sociais: YouTube, Facebook e Instagram.

FOTO 23.JPG
80.JPG
Geral.jpeg
47.JPG
72.JPG
73.JPG
29.JPG
             Manifesto

EM VIGÍLIA PELA DEMOCRACIA BRASILEIRA


Não há meias palavras para relatar o que ocorre hoje no Brasil: a democracia está sob ataque e risco. Uma situação que impõe constante vigilância e iniciativas concretas e vigorosas para preservar este que, embora sob grave ameaça, é o mais longevo período de liberdade política na conturbada história do país.

Não há mais tempo para tergiversar: faz-se imprescindível que a sociedade se una e erga-se para preservar sua liberdade. Uma condição suprema conquistada a duras penas nas intrincadas – e não raro sangrentas – lutas da cidadania em confronto com os históricos episódios de autoritarismo e que ora voltam a nos assombrar.

Não há saída possível que não a interrupção definitiva desse ciclo autoritário e o momento atual é gravíssimo e crucial. Grave porque a artilharia contra a democracia e as instituições democráticas, no Brasil, parte de quem deveria defendê-la, do governo central, do presidente Jair Messias Bolsonaro, e de seu gabinete ministerial. Nevrálgico, porque não há mais sutilezas: o fascismo foi assumido como projeto.

Há, sim, no entanto, uma resistência que se intensifica. Na sociedade, nas ruas, no Parlamento, nas instituições, nas empresas, na liderança política democrática em todo espectro. A essa resistência se soma hoje e sempre o Direitos Já! Fórum pela Democracia com a convocação de seu II Ato Internacional, numa poderosa Vigília pela Democracia Brasileira, com a adesão de personalidades de todo o mundo.

O Brasil, como Hungria, Polônia e mais países, precisa urgentemente do olhar vigilante dos democratas do planeta. Porque o roteiro da escalada autoritária segue um projeto global e urge uma aliança internacional em seu combate. É um script conhecido, já testado, que resultou na investida à democracia norte-americana com a invasão ao Capitólio.

Bolsonaro, como Trump, se arma da manipulação de parcela considerável da população. Propaga com método e profissionalismo notícias falsas para tentar deslegitimar o sistema eleitoral brasileiro, reconhecido como um dos mais eficientes e transparentes do planeta. Insufla cidadãos contra a autoridade eleitoral e a Suprema Corte, incorpora um discurso conspiracionista contra adversários políticos e nações historicamente aliadas que repudiam suas táticas.

O mundo deve compreender os graves retrocessos que o Brasil percebe sob Bolsonaro para além da ameaça autoritária. O combate à pandemia é feito em bases anticientíficas, minimizando a gravidade da propagação do vírus, sabotando medidas de isolamento, desestimulando o uso de máscaras e negando a essencialidade e a urgência das vacinas.

Insufla as Forças Armadas a assumir papel de poder moderador em constante, acintosa e inaceitável ameaça à Constituição. Bolsonaro corrói os avanços do sistema de democracia participativa ao extinguir e restringir a participação popular nos conselhos temáticos e ministeriais.

A destruição do meio ambiente tornou-se política de estado. A legislação ambiental brasileira, antes a mais avançada, retrocede velozmente; o aparato fiscalizatório e repressor é precarizado e desautorizado. Servidores públicos que se insurgem contra os retrocessos são perseguidos, afastados e exonerados de suas funções.

Os indicadores sociais mostram um veloz agravamento da miséria. A fome está de volta. Há quase 20 milhões de pessoas sem alimento. A extrema pobreza quase triplicou e já alcança 13% da população. A inflação está próxima ao ponto de descontrole, a concentração de renda se intensifica e o desemprego supera 14% da força de trabalho. Perdemos o sentimento de esperança. Precisamos retomar energia e dominar nosso destino.

 

A ciência e a cultura sofrem um processo de desinvestimento como jamais visto. Pesquisas estão interrompidas e o patrimônio cultural se incendeia. Há um desmonte em marcha do setor público federal. São desarticulados os programas de financiamento, os processos de fomento e os elementos de desenvolvimento.

As relações internacionais se baseiam na agressão e no desrespeito aos povos amigos e sua autonomia. A política externa brasileira, que construiu uma nação admirada por todos pela diretriz conciliatória, degenerou para parir um pária. Atacam nossos melhores parceiros comerciais e se alinham com outros dirigentes com vieses autoritários.

Para nossa vergonha, o governo Bolsonaro afronta direitos das minorias étnicas, das populações indígenas, os direitos humanos, a liberdade religiosa, a laicidade e a autonomia sexual dos indivíduos. Agride sistematicamente e criminaliza a imprensa em prejuízo da liberdade de expressão. Inacreditavelmente, escancara seu DNA fascista ao confraternizar com grupos extremistas e nazistas execrados internacionalmente.

Passou da hora o BASTA!

Nesse intento, a Vigília Direitos Já! pela democracia no Brasil convoca uma aliança mundial com os democratas brasileiros para observar e garantir a realização de eleições livres.

Os que assinam este manifesto estabelecem a partir de agora um compromisso permanente com a democracia no Brasil. Aliança que se consagra nos dias 15, 18 e 19 de setembro durante o II Ato Internacional do Direitos Já! e que se estenderá até a posse do presidente eleito pela vontade da maioria da população brasileira.

Direitos Já! Fórum pela Democracia

Card Finalizado Feed 2.jpg
bandeiras.jpg
Card convidados 15 set.jpg
card artistas.jpg
card entidades.jpg
Card Internacional.jpg
Confira os vídeos do II Ato Internacional

https://youtu.be/5hAg-UMUtjk

Nando Reis canta para o Direitos Já!

 

https://youtu.be/UGqHn65Dymo

Grupo de rap Matéria Rima abre II Ato Internacional

 

https://youtu.be/04qgd_tVCVs

Entrevista com o sociólogo americano Larry Diamond

 

https://youtu.be/9p4y3MkKOYg

Vídeo da Associação dos Produtores de Teatro do Rio

 

https://youtu.be/Vt94trNfVBc

Entrevista com ex-ministros Celso Amorim e Aloysio Mercadante

 

https://youtu.be/fs3dZmlbynI

Coletivo Fora da Gaiola e a voz dos indígenas

 

https://youtu.be/HNBUeO3o2M8

Vídeo da Uneafro pela democracia

 

https://youtu.be/LSGTXWQwqwk

Entrevista com o cientista político americano Steven Levitsky

 

https://youtu.be/m9PNxlWJOm8

Mesa redonda com presidentes de institutos políticos

 

https://youtu.be/tKszZApIOW4

Bloco ecumênico com Frente Inter-Religiosa

 

https://youtu.be/Y2Nkqc_1jHE

Debate sobre Milícias x Democracia

 

https://youtu.be/unfEbSrn1Hk

Vozes pela Democracia: Aldo Rebelo, Allen Habert, André Figueiredo e Alexandre Padilha

 

https://youtu.be/WUapBl1_mAM

Vozes pela Democracia: Eunice Prudente, Fábia Mirassos, Daniel Coelho, Belisário dos Santos Jr. e Fernando Lottenberg

 

https://youtu.be/WcBV9ksHSb0

Vozes Pela Democracia: Laís Bodanzky, Gustavo Petta, Leo Lama e Fábio Gamonar

 

https://youtu.be/ktG7E85CxQY

Vozes Pela Democracia: Tarso Genro, Marta Suplicy, Perpétua Almeida, Marisa Orth e Marina Person

https://youtu.be/YU3AjCsCoXs

Bloco PNBE: Lívio Giosa, Dilson Ferreira, Fernando Marques, Mario Ernesto Humberg, Wander Soares e Percival Maricato

 

https://youtu.be/1cTOFDRxHHM

Bloco Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente

 

https://youtu.be/P4Qn09ip5D8

Bloco com Juca Kfouri, Levi Araújo, Alexia Twiter e Thelores, e Luciana Rodrigues

 

https://youtu.be/iDh5l0sxEOg

Esporte pela Democracia: Juca Kfouri, Ana Moser, Diogo Silva, Ana Mesquita, Dara e Carol Solberg

 

https://youtu.be/RPvxqIuX2lA

Bloco UNE e convidados: Flávia Calé, Bruna Brelaz, Rozana Barroso, Leonel Freeman e Heleno Araújo

 

https://youtu.be/IHxIF8RvQU0

Banda Titãs pela Democracia

 

https://youtu.be/e_yK4K7lg5Q

Entrevista com Noam Chomsky

 

https://youtu.be/u5cJfyKIwq4

Bloco Economistas: José Luis Oreiro, Luiz Fernando de Paula, Guilherme Mello, Carmem Feijó e Luiz Carlos Bresser Pereira

 

https://youtu.be/IR6y0RrVNBM

Ester Lacava, André Sant’Anna, Bete Coelho e Zeca Baleiro

 

https://youtu.be/3th2lPhiTPQ

Vozes pela Democracia: Javier Miranda – Presidente da Frente Ampla do Uruguai e Ricardo Lagos – Ex-Presidente do Chile

 

https://youtu.be/2tOF48XpcVo

Entrevista com o professor e pesquisador americano Scott Mainwaring

 

https://youtu.be/2tOF48XpcVo

Arte Pela Democracia com Raphael Fernandes – Editor e roteirista, apresentando seu trabalho em HQ

 

https://youtu.be/BLihnIPu7QA

Vozes pela Democracia: Julio Maria Sanguinetti, Park Cannon e Walter Antillón Montealegra

 

https://youtu.be/ylXRcQJC1fo

Arte Pela Democracia: Elias Andreato, Fábia Mirassos e João Signorelli

 

https://youtu.be/8AOAWmMOXsQ

Mesa redonda do MST com Frei Sergio Gorgen, Paul Nicholson, Celi Tafarel, Rosa Negra, João Pedro Stédile, Ana Gusmão, Rudi Rafael, Rosa Amorim, Deyvid Bacelar e Jaime Amorim 

 

https://youtu.be/qhX-4q1Jfn0

Entrevista com o sociólogo português Boaventura de Sousa Santos

 

https://youtu.be/DKIwFF13YSE

Bloco com Maria Hermínia Tavares, Paulo Magalhães e Marcos Davi

 

https://youtu.be/YrefVJ81v3E

Sarau pela Democracia dos Satyros: Ivam Cabral, Andre Lu, Felipe Estevão, Beatriz Medina, Julia Francez, Vitor Lins, Guilherme Andrade, Bruno de Paula, Márcia Dailyn, Silvio Eduardo, Henrique Mello, Nicole Puzzi, Dominique Brand, Karina Bastos, Diego Ribeiro, Gustavo Ferreira, Maiara Cicutt, Sabrina Denobile, Luís Holiver, Eduardo Chagas, Antonio Peredo – Bolívia, Ulrika Malmgren – Suécia, Katta Plasson – Suécia, Summit La Roy – Índia e João Branco – Cabo Verde

 

https://youtu.be/GZQ5XhTjeHg

Debate da SBPC com os cientistas Miriam Grossi, Flavia Biroli, Aldo Zarbin e Alberto Kornblihtt

 

https://youtu.be/h0GAyVNff5g

Vozes pela Democracia no II Ato Internacional do Direitos Já!, com Mariana Gomez Del Campo - Senadora (México) e Mbaidiguim Djikoldigam - Intelectual (República do Chade)

 

https://youtu.be/trnEyj5WHkM

Bloco com pastores Caio Fábio, Levi Araujo, Ricardo Gondim, Luís Wesley, Tiago Arrais, Viviane Costa, Hermes Fernandes, Dom Orvandil, Carla Moura, Ildo Mello,  Carlos Bregantim, Sergio Dusilek, André Mross, Renato César Soares, Tales Ferreira, Lyndon Santos, Lusmarina Campos Garcia, Odja Barros, Afa Neto, Jorge Camargo, Paulo Lutero de Mello Filho, Christian Gillis e Marina Silva, ex-Ministra do Meio Ambiente, entre outros.

 

https://youtu.be/bMX2gSpmrpA

Vozes Pela Democracia com Daniel Annenberg, Duda Alcântara, Raul Henry, Orlando Silva e Edinho Silva

 

https://youtu.be/awHBaT8vNug

Vozes Pela Democracia com Marcos Rehder Batista, Geraldo Alckmin e Ligia Ferreira

 

https://youtu.be/JvzczD8j5sQ

Bloco dos Psicanalistas com Luciana Saddi, Mariano Horenstein, Susie Orbach, Cecilia Orsini, Laura Katz, Luísa Branco Vicente e Plinio Montagna

 

https://youtu.be/hJVdTUtus6o

Arte Pela Democracia com Coletivo Impermanente, Diogo Granato e Otavio Müller

 

https://youtu.be/FusE7Z8Ab5M

Bloco com Camila Holpert, Eliana Loureiro, Juliana Calderón e Leonardo Sakamoto

 

https://youtu.be/kLrlur4G2CQ

Depoimento de Mauricio Rosencof, dramaturgo e articulador da Frente Ampla do Uruguai

 

https://youtu.be/8KD-vuKGR14

O empresário Eduardo Moreira convida economistas: Pedro Rossi e Juliane Furno

 

https://youtu.be/0Up2AqRLDhU

Depoimento de Mino Vianello - Sociólogo, escritor e professor emérito de Sociologia Econômica da Universidade de Roma

 

https://youtu.be/iw5MadGddxM

Arte pela Democracia com Marisa Orth, Nação Inconforme (banda) e Vanessa Bumagny

 

https://youtu.be/07RiPDK7Mu0

Bloco da Federação Nacional dos Estudantes de Direito com João Assunção e Rodrigo Siqueira

 

https://youtu.be/DsImNrXAAuU

Vozes pela Democracia com Carlos Marcelo Ortiz, Carlos Ominani e Francisco Jara